23.3.10

Pesadelo consciente

Morro por dentro
E não ganho alento.
O sangue não me corre
E a alma em mim morre
Sem mais pelo que lutar
Esgotadas as forças para continuar
Quero ficar por aqui
Porque ainda não desisti
De tentar levar avante a minha
Numa vida que não alinha
Com nada que eu esboce?
Não há nada que me adoce
O apetite de acordar
E ver nascer mais um dia
Perdido na monotonia
De sentir o desalento
E o paladar do sofrimento.
Enforca-me com a fatal anilha
Para nunca mais eu seguir
Da vida a triste trilha
Que só quando vou dormir
É que a porra do sol brilha.
Eu quero, posso e vou desistir...

2 comentários:

Enalyis disse...

posta ai crl!

avc disse...

nao vais nada desistir pk eu preciso de textos pro meu blog.lol
akilo anda muito parado...

fica bem :)